Momentum

 

Menu

ZUMBI TÁ DE VOLTA


MÃE PRETA

MÃE PRETA FALA AOS FILHO:
ZUMBI TÁ DE VOLTA

Ma Nirav Suvira

Zumbi voltou, minha gente! Zumbi voltou. Só que agora num é só pra libertar os negro, não. É pra libertar a humanidade toda. É minha gente, Zumbi significa uma energia de libertação. Uma energia bão mesmo. Daquelas porreta qui sabe o que quer. Essa energia tá dentro de mim, dentro de ocê, dentro do presidente, dentro do rico, do pobre, do mendigo, do intelectual, do homem com farda e porrete, tá dentro de todo mundo, sim. Ocê possui a cura dentro de si. A cura de todos seus males tá dentro de ocê.

Jesus Cristo num veio a esse planeta pra ocê ficar adorando Ele, não. Ele veio aqui pra ensina essa humanidade a parar de ficar dobrando os joelho, correndo atrás de felicidade temporária e zoiá pra dentro de si. Sim, meu fio, sai dessa panca e zóia pru seu interior. Ocê corre dum lado pru otro querendo achar saída pros seus poblemas, mas agora é hora de ocê correr pru seu interior e acessar a fonte de luz e poder que existe agora a sua disposição.

Chega dessa espiritualidade difícil, minha gente. Se ocê quiser pode até continuar fazendo suas orações, indo na igreja e se atirar no chão, gritar até se estropiar, tomar uns tapas do pastor pra arrancar os demônio do corpo, ir nas sessão de descarrego ou nas desobsessão pra arrancar os espírito ruim. Pode ir sim. Mas junto a isso, Mãe Preta quer qui ocê zóie pru seu interior, pruque ali mora o divino, aquele espírito profundo qui tá adormecido, esperando qui ocê chame ele pra se manifestar na sua vida, uai.

“O Reino dos céus está no meio de vós... Vós sois deuses”.

Uai, saravá, que Oxalá abra os zóio dessa gente. Eu quero qui ocê cumece a se identificar com a verdade. A verdade é aquilo que foi criado por Deus, purtanto ocê num é pecador, num é um desgraçado, num é inferior nem medíocre. Ocê é aquele espírito puro, divino e maravilhoso. Ocê é a própria perfeição aqui e agora.

Tudo aquilo qui Jesus Cristo fez, ocê tumbém pode fazer, pruque ocê já possui todo esse poder dentro de ocê. Chama ele, vai, chama essa realidade qui já existe em ocê. Faz como a Mãe Preta. Sacode as costas, levanta os braço e grita bem alto: - Eu Sou a maravilha criada por Deus, Eu Sou. Tudo o que pertence a Deus tumbém me pertence. Por isso, Eu Sou a perfeição, Eu Sou a sabedoria de Deus, Eu Sou a riqueza de Deus trazendo saúde, prosperidade e abundância em todas as áreas da minha vida, aqui e agora.

Vamu lá, gente di Deus. Eu num cansa di falar pra esse povo: “ - óia, chegou o momento da libertação, vamu sair desse estado de vítima, de culpar os otros e a si mesmo. Vamu entrar no amor, uai”. Eu me amo, sim.

Ah, num vem não.. Pode dizer o que quiser. Pode me chamar do que for. Já cansei di escuitar essa gente qui num se ajuda. Esse povo sem vergonha.

Eu, Mãe Preta, me amo e sou simplesmente a melhor e mais importante muié qui existe nesse planeta. Digo melhor, em todo o universo. Eu Sou tão maravilhosa qui num cabo em mim mesma.

Ocê acha qui isso é arrogância, é minha fia? Então continua dobrando os joelho, vai. Continua com essa vidinha qui nem ocê agüenta mais. Grana curta, sempre cum uma dor nas costa, na cabeça, enxaqueca, preocupação, vive cum medo de desemprego, de assalto.

É esse povo percisa mesmo é tomar uma lambada, percisa ajoelhar até cair, percisa perder todos dentes da boca pra ver se sai desse espírito de chupa-cabra.

Eu gosta mesmo é de gente espontânea. Sai duma já vai pra outra. Num deu aqui vou di lá.

Num fica com medo di nada não. Num carrega aflição di parente, di familiar. Vai pra frente da forma qui sabe, confiante. Pode até errar, mas confia em si, sabe que tá aprendendo e vai mesmo.

Agora ocê, quer ficar culpando os otros e se lamentando, zoiando pro passado qui num deu certo?

Se ocê quiser vem fazer uma visita aqui na Mãe Preta, vem. Eu faz uma benzedura qui vai abrir todos os seus caminhos, vai disbloquear a sua vida. Eu tem uma vara di marmelo daquelas bem bão. Ocê vai sair gritando tanto. Vai sair cum vergão até nu meio dos zóio pra aprender a deixar di ser pancudo, sem vergonha e relaxado.

É isso qui ocê quer, é meu fio? Tá esperando o que pra agradecer as coisa bão qui ocê já tem, pra zoiá pros poderes qui tão dentro de ocê. Num adianta ficar pedindo e rezando pra Deus ajudar ocê, não. Ele tem mais o que fazer. Lava essa bunda suja e faz a sua parte. Sarava!

Mãe Preta se dispedi dos fio dizendo: muita paz!