Momentum

 

Menu

O FINAL DE UM CICLO


O TER SE TRANSFORMA, PELA DOR, EM SER!

VOLNYLSON ALMEIDA DE CASTRO
ORDEM UNIVERSAL DOS SERES ESTELARES

ENTENDA O SIGNIFICADO DA ATUAL CRISE DA "QUEBRA DO SISTEMA FINANCEIRO MUNDIAL", ANTE A VISÃO DE 2012

Crise Financeira Mundial
A Visão de 2012

“E se possuís meios e riquezas e escutardes estas palavras, ou se vos houverdes sido explicada a maldição do tempo 12:60 e a bênção do tempo 13:20, então não duvideis e praticai a caridade. Sustentai as crianças orfanadas pela guerra e propiciai recursos para a reconstrução da Terra, e para que a prática da arte e da cultura possam florescer novamente. Praticai tal caridade com zelo, pois logo vereis o fim do dinheiro. Não mais fluirá o vinho embriagador da fornicação de Babilônia; e, então, o que sereis com vossos créditos de papel e vossas máquinas inúteis? Telektonon de Pacal Votan, Seção XVII, “Os Profetas da Paz estão Despertando, v. 108.

Nesta infindável conversa sobre “crise financeira mundial”, ninguém se lembra da “Segunda Lei da Termodinâmica”, que define a entropia, a tendência inevitável da dissipação da energia, a lei que afeta todos os fenômenos que acontecem na terceira dimensão, o plano físico-material da realidade. Define, também, o mundo do materialismo e o meio artificial de troca que o governa e domina – o dinheiro.

Ninguém quer pensar no velho ditado, “aquilo que sobe deve cair”. Os manipuladores da realidade, que regem o mundo com sua mão monetária implacável, pensam que a única tendência do dinheiro é subir. Quando cai, ficam apavorados. É só dinheiro, não existe como valor na realidade cósmica, então por que se emocionar? E vagam com medo de dizer a palavra “recessão”. O mito do progresso arrebentou sua bolha.

Os pobres, pobres bancos! Governos solicitam rapidamente somas incrivelmente grandes de dinheiro para salvar do colapso bancos empobrecidos e sua elite. Ninguém se lembra de outro ditado, roubar Pedro para pagar Paulo. O pagador de imposto é Pedro e Paulo é o banqueiro. Todos estes esforços fazem recordar outra cantiga, “Humpty Dumpty sentou-se no muro, Humpty Dumpty do alto caiu, todos os cavalos e homens do Rei não puderam juntar Humpty” (versão livre de “Humpty Dumpty sat on a wall, Humpty Dumpty had a great fall, all the king’s horses and all the king’s men, couldn’t put Humpty together again”).

Pelo menos , quando o banco de investimento dos Irmãos Lehman faliu e seus funcionários em Londres foram informados que estavam desempregados, tiveram o bom senso de tocar a canção da banda REM “É o fim do mundo como o conhecemos, mas estou bem”.

Sim, este é realmente o ponto. Quando você segura todas as peças e regras do jogo em suas mãos e sua casa de cartas (cartões de crédito) acaba de cair, ainda assim não quer acreditar que o jogo acabou. Sim, o jogo acabou, o sistema faliu e o dano é irreparável. A biosfera esperou muito tempo por isso, e sabia muito bem que enquanto os banqueiros dominassem o mundo “o que é bom para os negócios é ruim para a biosfera”.

Agora a mesa virou. Pode ser tarde demais para deter o aquecimento global, mas pelo menos a causa do problema foi ferida mortalmente na Bolsa de Valores mais próxima. Este problema não pode ser sanado, não importa quanto dinheiro os governos empreguem para esse fim. Não se reverte a Segunda Lei da Termodinâmica com dinheiro! Como disse Einstein: você não acaba com um problema no mesmo patamar ou com os mesmos meios que o criaram. Você tem de sair da ostra e ver o que há de novo e realmente acontecendo – no Grande Universo.

Assim, com apenas quatro anos até 2012, porque não sermos inteligentes? Ainda temos um pouco de fundos, principalmente os que são retirados em pânico de bancos de investimentos e hipotecas enquanto o sistema está falindo. Ao invés de guardá-los, mesmo porque nada do velho mundo vai funcionar mesmo, pense em maneiras úteis de utilizar o dinheiro remanescente – como alimentar pessoas, criar hortas e jardins, plantar florestas, investir em novas tecnologias não poluentes e, também, ter a visão de um mundo diferente, um mundo onde tempo já não é mais dinheiro, mas arte.

Ainda existe um pouco do velho mundo, e se você tem meios, pense mesmo em investir num mundo novo, uma nova visão da realidade. Porque não usar o que sobrou para criar as bases da próxima ordem evolutiva – a noosfera?

Veja: dinheiro, bancos, guerra e impostos – tudo isso é História. E o significado de 2012, caso não saiba, é o fim da História. Você não precisa de prova melhor que a frase atual “crise financeira mundial”. Está certo, o fim da História é o começo de algo melhor – um novo tempo em sintonia com os ciclos naturais e ritmos do universo.

“Você não precisa que o homem do tempo lhe diga para que lado o vento sopra”, Bob Dylan.

Um bom lugar para focalizar seu novo senso filantrópico pode ser o Primeiro Congresso Mundial da Noosfera, A Visão da Terra como Obra de Arte, que acontecerá em Bali, de 18 a 22 de Julho de 2009. Se o mundo está afundando, quem vai ajudar? O que precisamos é de uma nova visão, um novo programa, um novo manual de navegação para os propósitos e destino humanos. Se conseguirmos, podemos decidir de maneira inteligente como gastar o resto de nosso dinheiro e ao menos lançar as bases da noosfera – o novo ciclo de evolução humana – em 2012.

Primeiro Congresso Mundial da Noosfera – A Visão da Terra como Obra de Arte.

18 a 22 de Julho 2008,
Bali, Indonésia
www.lawoftime.org.
www.humanitad.org
www.noospherecongress.org

Nota Calendárica

“Quando a Lua Lunar houver inundado suas margens, o G-7 não mais existirá”.

Telektonon de Pacal Votan, Sete Oráculos Perfeitos, Seção XIX, v. 120.

Sexta-Feira, 24 de outubro de 2008, pânico no Mercado Mundial e a mídia global anuncia que a recessão do mundo sustentado havia se iniciado.

No Calendário Treze Luas este dia está marcado com o selo Lua Lunar Vermelha. A profecia de Pacal Votan se cumpriu. Os bancos ultrapassaram seu crédito e os sistemas financeiros de todos os países do G-7 tumultuaram-se e entraram em colapso.

Ressaltando a precisão da profecia, em Sexta-Feira, 24 de outubro de 2008 completavam-se exatos 79 anos de Sexta-Feira, 24 de outubro de 1929. Esta foi a “Sexta-Feira Negra”, também com pânico no Mercado e quando a Grande Depressão começou. Assim, não apenas era 24 de Outubro –Lua Lunar Vermelha – a data profetizada para o colapso do G-7, mas também estava programada no Calendário Gregoriano – inclusive o dia da semana. A História se repete mesmo. Só que quando você não aprende as lições da História, as repetições tornam-se horrendas.

Porque 79 anos? No sistema numerológico avançado de 441, 79 é o número da “constante da noosfera”*. Significa que 79 anos - 1929-2008 – é o limite noosférico do domínio global do sistema bancário mundial. Significa, além disso, a data inaugural o advento da noosfera. Agora é só uma questão de tempo. A falência total do sistema da presente ordem mundial é pré-requisito para o advento da noosfera. Esqueça o salvamento da velha ordem. Dedique-se de coração à nova!

“Desperdiçareis também esta oportunidade? Acautelai-vos, pois agora grassa o fogo que consome toda falsidade”. Telektonon de Pacal Votan, “Os Profetas da Paz estão Despertando”, v.109.

*441+79 = 520, o número de unidades de uma placa do banco psi – uma das quatro placas que governam a noosfera. 520 x 4 = 2080 unidades crono psi do banco psi da noosfera. 2080 -1764 (441x4) = 316, a unidade básica na matriz 441 para 2080. 316 = 79 x 4. (Ver Earth Ascending, A Treatise on the Law Governing Whole Systems, (1984,1996).

Se você quiser saber mais sobre o fonógrafo de repetição do Calendário Gregoriano e o advento da noosfera, leia O Tempo e a Tecnosfera, A Lei do Tempo nas Relações Humanas (2006).

José Arguelles – Valum Votan, o Encerrador do Ciclo

Lua Auto-existente 9, Kin 251, Macaco 4 (10 spins galácticos após 11/9)

Ano Tormenta Elétrica Azul.

***********************************

PRIMEIRO CONGRESSO MUNDIAL SOBRE
A NOOSFERA

I - O QUE É A NOOSFERA?

O conceito de NOOSFERA é atribuído ao filósofo francês, Teillard de Chardin. Segundo ele , assim como há a Atmosfera, a Geosfera e a Biosfera também existe o mundo das idéias, formado por produtos culturais, pela linguagem, teorias conhecimento e espírito – a NOOSFERA. Alimentamos a Noosfera quando pensamos e nos comunicamos. A NOOSFERA é prevista como o próximo degrau evolutivo de nosso mundo, após a passagem pela “Tecnosfera”, nossa realidade atual.

Segundo o próprio Teillard de Chardin, a Noosfera começou a existir como um resultado do pensamento humano. Quando o homem deu o “Passo da Reflexão” um fenômeno muito especial começou a ser produzido, o nascimento de uma nova esfera planetária acima da Biosfera. A esse processo de dar origem a uma nova esfera planetária, formada totalmente pelo conjunto do pensamento humano chamou-se “noogênese”.

A NOOSFERA é o resultado da noogenêse e está aberta a todo o conhecimento humano, e abriga toda a consciência planetária. É a conseqüência inevitável do pensamento humano sobre o meio ambiente. É, pois o psiquismo humano que vai “alimentar” esta esfera planetária universal.

II – O TEMPO ESTÁ SE ACELERANDO...

Todo mundo está de acordo.E onde vamos tão rápido? Nos dirigimos à NOOSFERA, a Esfera Planetária da Mente que é o próximo passo de nossa evolução.

Como uma nova era geológica, a NOOSFERA substituirá todas as considerações econômicas. Este acontecimento será um chamado para uma nova era de cooperação humana e um avançado desenvolvimento mental que transcende a política e a economia. Só assim a humanidade avançará até uma correta reorganização da vida na Terra.

A NOOSFERA é um evento cósmico, porque o papel do homem na Terra é de alcance cósmico transformativo. O aquecimento global e as mudanças climáticas que experimentamos hoje em dia são o resultado dos pensamentos humanos em forma de máquinas e consumo industrial de energia. Nos últimos 200 anos esta atividade altamente acelerada mudou a geologia do planeta. Este comportamento é sem precedentes em qualquer espécie da história da Biosfera.

Para compreender aonde iremos, devemos entender primeiro a atual situação global. Estamos vivendo a transição da Biosfera para a Noosfera. Neste processo a Tecnosfera é o período intermediário no qual se produz a transição Biosfera-Noosfera.

A Tecnosfera é o conjunto dos pensamentos humanos que se projetam através das máquinas e a conseqüente vida mecanizada, como uma força geológica, que muda a forma do meio ambiente vivo da Terra, a Biosfera. Em essência o efeito total da Tecnosfera é o fator causador da mudança climática global, do esgotamento dos recursos naturais , do caos social e muito mais.

Com a crise do petróleo e o atual fracasso econômico mundial estamos presenciando os limites da Tecnosfera. Em sua critica fase final, a Tecnosfera gerou uma rede de comunicação invisível – a Ciberesfera – através da qual qualquer pessoa pode comunicar-se com outra em qualquer lugar do planeta. Praticamente esta rede – Internet - é também um meio através do qual toda a informação acumulada na história humana está disponível a todos e para todos.

O efeito da Ciberesfera é também sem precedentes: ela está derrubando todas as barreiras mentais. Isto é o prelúdio da manifestação da NOOSFERA que depende para sua plena instalação destes dois fatores: o colapso da Tecnosfera e a instalação de uma Rede eletrônica de comunicação mundial.

Como respondemos a crise meio-ambiental global e ao mesmo tempo como utilizamos e aprendemos com a Ciberesfera é de suma importância

III- TEMPO É ARTE

O sistema de valores que criou a atual crise global já não é viável. Este sistema de valores pode ser resumido com a máxima “Tempo é dinheiro”. No novo sistema de valores da NOOSFERA mudamos para TEMPO É ARTE. Isto é uma profunda mudança de valores e do modo que pensamos sobre nós mesmos e como vivemos nossas vidas.

Este sistema de valores antigos em que “Tempo é Dinheiro” tem sido mantido em seu lugar através de dois instrumentos de medida do tempo: o calendário gregoriano e o relógio mecânico.

Estas são medidas de dias e horas da semana de trabalho e de todo o sistema tecnológico atual, através dos quais nossas vidas são trocadas por dinheiro para que assim possamos comprar coisas que para outras espécies estão disponíveis sem nenhum custo.

Este estilo de vida: “Tempo é Dinheiro” produziu consumismo, globalização, políticas monetárias, degradação do meio ambiente e terrorismo. O Tempo é Dinheiro é um desvio da norma cósmica. O tempo que nos resta e o dinheiro que nos resta deveriam ser empregados antes de 2012 para estabelecer as bases da NOOSFERA. Uma destas bases é uma forma de vida baseada nos valores de TEMPO É ARTE. E também estabelecer uma rede telepática que substitua a “Ciberesfera (que se desmantelará quando o campo eletromagnético do planeta experimentar uma maior interrupção).

A NOOSFERA é um reflexo da ordem natural do universo. O universo opera sob leis de ordem harmônica. Como “a esfera planetária da mente” a noosfera é uma função desta ordem universal que opera com os códigos do tempo natural. Neste novo sistema de valores da NOOSFERA em que vivenciamos o principio de que TEMPO É ARTE só pode estar enraizado numa freqüência de tempo natural que reflita a ordem harmônica do Universo. Este é o significado do retorno ao tempo natural através do Calendário de 13 Luas de 28 dias.

No tempo natural tudo é uma função de ordem harmônica. Esta ordem harmônica é a base da Arte. O Universo em si mesmo é uma obra de Arte. Nós também o somos e potencialmente tudo o que fazemos.

IV – UM NOVO MANDATO

Um mandato para o novo tempo é necessário. O velho tempo acabou. Um tempo novo e melhor está a ponto de nascer: a NOOSFERA. Temos que atuar AGORA. Devemos visualizar um mundo novo, um mundo onde a própria Terra é uma Obra de Arte. Comecemos reunindo gênios criativos em uma confederação de artistas, cientistas e visionários atuando em nome da NOOSFERA.

Um novo tempo está nascendo. Estamos nos movendo do antigo paradigma “Tempo é Dinheiro” para um novo paradigma onde TEMPO É ARTE. Neste novo paradigma, nosso propósito humano e nossa relação com a Terra são redefinidos. Somos uma cultura planetária de PAZ, convertendo a Terra numa obra de arte.

Nossa missão é definir e exemplificar os princípios de uma cultura planetária de paz genuína baseada no mandato do novo tempo. Este mandato é realizado através do Calendário de 13Luas de 28 dias, o estandarte harmônico do Tempo Natural que nos transportará a uma nova era evolutiva, a NOOSFERA.

A Arte é um meio de evolução cósmica. É tempo de todos os que são capazes de abraçar incondicionalmente o “novo’ se fazerem jogadores conscientes do mesmo jogo. O novo tempo é a estrutura mítica universal que pode envolver a todos. Sua chegada é inevitável. A mente humana unificada num novo tempo é a base da NOOSFERA. Esta é uma revolução da consciência que nos permitirá identificar as ações que nos levarão a novos modelos de comportamento dentro de uma realidade pós tecnosférica.

Precisamos idealizar meios e métodos para comunicar a toda a humanidade o significado da NOOSFERA..

Declaremos todos que:

EU SOU UM COM A TERRA

A TERRA E EU SOMOS UMA SÓ MENTE

Para isto estamos emitindo um CHAMADO para:
V - O PRIMEIRO CONGRESSO MUNDIAL DA NOOSFERA

VISUALIZANDO A TERRA COMO UMA OBRA DE ARTE

MANDATO PARA UM NOVO TEMPO

De 22 a 26 da Lua Cósmica

( 18 a 22 de julho de 2009)

Planejado como um Evento de 5 dias , o quinto dia do Congresso pretende coincidir com o último eclipse solar total que se dará em 22 de julho. O último eclipse antes de 2012.

Programas Temáticos

1- A Noosfera

Como a entendemos e como comunicamos o que ela significará para nossas vidas?

Entendendo que estamos no limite de uma nova etapa de nossa evolução é que podemos realmente começar a nos preparar para ela.

1.1 - A Noosfera na Evolução Cósmica.

Definindo Noosfera dentro da evolução da Biosfera (tecnosfera) à Noosfera. A função geológica do homem na evolução cósmica. O velho paradigma tempo é dinheiro. A benevolência harmônica do novo paradigma Tempo é Arte.

1.2 Implicações da Transição

Limitações do conhecimento standart . O novo conhecimento que se requer: a lei do Tempo. A mudança quântica da mente.

Campanha para a NOOSFERA

2- Estratégias para a Evolução da consciência

A NOOSFERA é inevitável. Entendendo isto, temos um contexto para compreender e lidar com a atual crise global. Uma vez que captamos a nova perspectiva podemos visualizar modelos de ação que nos leve do velho ao novo.

2.1- Análise da crise e modo de sair dela:

O que antecipar e como preparar nos visualizando modos de ações necessários para diminuir a natureza das crises. Sendo capazes de identificar as causas raízes dos problemas criados pela tecnosfera podemos definir as soluções.

2.2- Ações que nos levem aos novos modelos de comportamento dentro de uma realidade pós-tecnosférica. Visualizar soluções aos problemas que enfrentamos. Avançar na visão comum de como criar sustentabilidade em organizações bioregionais descentralizadas e em comunidades artisticamente motivadas.

2.3- Desenhar maneiras e métodos de comunicar melhor o significado de Noosfera a toda a humanidade. Uma campanha pela Noosfera precisa ser empreendida usando o melhor da ciberesfera e da tecnologia moderna que os meios de comunicação tem a nos oferecer.

2.4- O novo tempo é o fator de sincronização que nos vincula a um futuro positivo. Os que entendem e
tomam a responsabilidade pela Noosfera são os novos líderes. Podemos sentir as sincronicidades e as correntes telepáticas que as percorrem.

Novos modelos já estão em construção, que demonstrarão os efeitos das tecnologias telepáticas inerentes à sincronicidade e no valor do tempo como sincronização universal. Pondo-se energia e esforço nestes novos modelos de comunicação telepática, estamos estabelecendo uma rede experimental de comunidades cujo esforço central é o desenvolvimento de técnicas e métodos para um sistema unificado de telepatia global.

Tal é a essência e o mandato da CAMPANHA PARA A NOOSFERA

3 -O que devemos fazer?

3.1 – Informar o mundo sobre o que realmente está acontecendo sob a perspectiva de uma análise da
crise da Tecnosfera.

3.2- Comunicar a visão que transforma a atual força de trabalho industrial em um novo emprego pós-
industrial que dê prioridade à regeneração da Terra e ao cultivo de hortas comunitárias auto sustentávis, à obtenção de energias não poluentes. Visualizar novas modalidades econômicas sem necessidade de dinheiro.

3.3.- Criar distribuição apropriada de alimentos e regeneração do solo. Explorar e revitalizar medicinas tradicionais e indígenas. Criar novas redes alternativas de energias.

3.4 - Deverão estabelecer equipes de investigação Noosférica para explorar as possibilidades de uma

Nova ciência baseada na expansão de nossos poderes mentais de sincronização com os campos eletromagnéticos solar-terrestre.

3.5.Finalmente necessitamos examinar o papel de uma

Assembléia Noosférica e uma Constituição Noosférica.

3.5- Uma meta e um resultado principal do Congresso será o estabelecimento de Equipes de Ação
Noosférica baseado em análises anteriores e estabelecendo os passos de ações e cronogramas

2012 com o fito da mudança para o Calendário de 13 Luas/28 dias.

4- Encerramento

O quinto e último dia do Congresso será realizado com um Eclipse Solar – em 22 de julho de 2009 – o último antes de 2012. Em coordenação com este evento cósmico, está sendo visualizado e convocado um Concerto para a Noosfera. Pode ser um múltiplo conserto transmitido via satélite, sincronizado globalmente.

5-Local

UM local no hemisfério sul é a primeira consideração, algum local realçado por um belo cenário natural e um meio ambiente cultural vibrante. Um local em Bali e na Austrália estão sendo também considerados.

6- Custos

O “Instituto de Pesquisas Galácticas” e a “Fundação para a Lei do Tempo” estão buscando patrocinadores para este evento. Um orçamento de US$ 125.000 será
necessário para cobrir os principais custos, incluindO as despesas de 20 apresentadores principais. De 200 a 300 pessoas será antecipada.

Uma apresentação dO Instituto de Pesquisas Galácticas Fundação Para a Lei do Tempo.